terça-feira, 31 de julho de 2012

Nigéria: Escravos de Alá continuam a matar Cristãos indefesos



Ficamos a saber através desta notícia que fiéis seguidores de Alá, o deus árabe, atacaram uma igreja Cristã no nordeste da Nigéria durante um culto. Este ataque fez parte de uma série de ataques que causou a morte de pelo menos 13 pessoas.

O ataque levado a cabo pelo grupo assassino muçulmano Boko Haram contra a igreja surgiu depois de membros do grupo terem atacado um salão de beleza e terem lutado contra as forças governamentais na sua jihad contra o fraco governo central nigeriano.

Só nos últimos dias o grupo maometano matou pelo menos 44 pessoas, apesar da nação rica em petróleo ter declarado um estado de emergência nas regiões atingidas pela jihad.

(Será que não há interferência internacional na Nigéria devido ao seu rico potencial económico? Será que não há grupos internacionais a quem lhes interessa que o Boko Haram desestabilize o país, ou provoque a queda do presidente actual?)


Segundo o comissário local Ade Shinaba, em Yola - capital do Estado de Adamawa - assassinos muçulmanos com a cara coberta com um pano negro atacaram a Igreja Apostólica local, matando 8 Cristãos inocentes.

Num salão de beleza próximo, pelo menos 3 outras pessoas foram mortas pelos assassinos muçulmanos. Stephen Tizhe, de 35 anos, afirmou:

Três atiradores com as faces cobertas entraram no meu salão e começaram a disparar contra os clientes ao mesmo tempo que gritavam "Alá é o maior, Alá é o maior!".

fonte: Perigo Islâmico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não serão publicados comentários com os seguintes conteúdos:
- Palavrões;
- Ofensas;
- Usuários anônimos, favor identificar-se.